sábado, 8 de julho de 2017

DEPOIS DO JOGO

 
Lembro da bola saindo das minhas mãos. Redonda. Na altura certa para ser tocada sobre o bloqueio e morrer suavemente na quadra adversária...
Último ponto. O golpe fatal! E o ginásio veio abaixo... A Comunicação vencia pela primeira vez um campeonato. E em cima da poderosa Educação Física! Justo a Comunicação... reconhecida mais pelo talento dos seus nerds escritores do que esportistas de destaque.
Mas foi. E depois da vitória épica, o vestiário em festa das meninas. Entre gritos, sutiãs e calcinhas. Jatos de água, vozes estridentes e gargalhadas. Ah, as meninas... felizes, assanhadas...
Naquele momento, num canto qualquer e sozinha, as lembranças chegavam ponto a ponto, agora de mansinho... Os treinos suados. As manhãs, perdidas, de sábados. Meus vinte anos de paixão, músculos e explosão. Todos aqueles registros gritavam em silêncio no meu peito, em plena algazarra da multidão.
Mais tarde, a festa e os cumprimentos. A medalha dourada, no peito. E por fim, a hora de voltar... Mas não daquele jeito! O suor grudado, ainda quente. Os lances cortantes, na mente.  E aquele gosto da conquista, retumbante e tênue...
Uma volta com meu carro pela orla foi suficiente para baixar a adrenalina e acalmar a febre da vitória... E é bem assim. Fim do jogo. Fim da noite, fim da história!
Chego em casa com a medalha e o cansaço que me resta...  Minha mãe há tempos descansava, em sono profundo e gostoso. Não menos vitorioso. De quem arrumou a casa e fez comida. Sem medalha, nem torcida.
Acordei-a com um beijo e um sorriso de meiguice: - Campeã, mãe! Eu não disse? - Que bom minha filha! Amanhã você conta tim tim por tim tim... 
E assim... vesti o meu pijama de todos os dias e fui deitar. Com todo o orgulho. E toda a solidão que, depois, acompanha o campeão!  
 
*                                 *                             *                               *                      
SIGA NOSSO BLOGUE!!! CLIQUE EM GOOGLE + ( followers) NO LADO DIREITO DA PÁGINA OU DEIXE SEU E MAIL PARA RECEBER AS POSTAGENS SEMANAIS. NO FINAL DE JULHO , TEM MAIS UM
LIVRO INFANTIL "ERA UMA VEZ UMA COISINHA" DE PRESENTE! 
BOA SORTE!

4 comentários:

  1. Feliz aquele que deixa sua assinatura na história esportiva, seja acadêmica, amadora ou profissional.
    Somente quem viveu essa experiência, pode saborear a vitória por toda a sua vida.
    Doces lembranças....
    Parabéns Inês!

    ResponderExcluir
  2. Ai.. Inês. adorei..
    Sempre visualizo os.personagens das crônicas.. Com saudade, nostalgia.
    Muito.bom

    ResponderExcluir
  3. Que bela imagem do atleta,já fora das luzes do ginásio, no palco real da vida. Puro alimento da alma.

    ResponderExcluir
  4. Lindo texto, Inês! Relembro que estava lá, com vcs, lindas e guerreiras!!!

    ResponderExcluir