quarta-feira, 9 de agosto de 2017

LICENÇA PARA ANDAR



Às vezes sinto uma vontade imensa de largar a rotina e andar.
Andar por andar... Numa estrada de terra ou na areia, perto do mar.
Não me pergunte quantas horas ou quantos dias. Trata-se de uma licença indeterminada para andar. E não me venha com a ideia de ir a Compostela. Não quero metas, nem objetivos a alcançar. Andar por andar! 
Também não quero ninguém no caminho. Talvez um passarinho. Um lagarto. Ou uma conchinha do mar. Quero o vazio. Esvaziar... Livres, o coração e a mente.
Caminhar sem pensamento, sentimento, lamento, contratempo ou investimento... Quero braços e pernas em movimento cadenciado. Coração tuntaqueando sossegado.
E a alma desdobrada, flutuando bem ao lado. Leveza, sem meditação. Sozinho, sem solidão! Andar por andar, sem maior ou menor explicação.
E depois de algum tempo, vagando, saberei a hora de voltar. Com certa satisfação. Como no último dia de uma longa viagem... Mas sem as malas entuchadas. Nem ticket de passagem.
Vou dar meia volta, somente, e recomeçar...
Um dia vou saber, onde enfim, quero chegar!

*                                *                                         *                                        *

SIGA O NOSSO BLOGUE E CONCORRA AO LIVRO INFANTIL "ERA UMA VEZ UMA COISINHA" NO FINAL DE AGOSTO! CLIQUE EM GOOGLE + FOLLOWERS OU DEIXE SEU E MAIL CADASTRADO PARA RECEBER AS POSTAGENS! BOA SORTE!

7 comentários:

  1. Ines ... quanta simplicidade e delicadeza ... lindo demais ...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem também a beleza de quem lê!!! obrigada Victor!

      Excluir
  2. Alma lavada e livre. Muito lindo !

    ResponderExcluir
  3. Acho q a maioria de nós sente essa vontade, mas como sempre, vc capta tudo, de um jeito tão poético.. Amei!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Andamos juntas!!! bjs Soninha!

      Excluir
    2. DIVINAL,Inês!
      É isso mesmo! Acertou o alvo!
      Adorei! Parabéns!!!

      Excluir
  4. Beleza de texto, amiga. Eu também sou andarilho por natureza. E agora que estou aposentado, então, ninguém me segura, rss. Caminho em qualquer chão, seja de asfalto, de pedras, de terra, de mato. Mas, o que mais gosto, mesmo, é andar pela areia da praia, rente ao mar, pois pisar descalço na areia molhada sempre dá uma agradável sensação de liberdade e bem estar. Por isso, não entendo como muitas pessoas usam tênis para caminhar ou correr na praia. Elas não sabem o que estão perdendo...

    ResponderExcluir